3 lugares que todo amante de vinhos deve conhecerTempo de leitura: 5 min

Melhor do que apreciar os melhores vinhos do mundo no conforto da sua casa ou dos seus restaurantes favoritos, é só sair para explorar os países onde esses vinhos são produzidos! Se você é um amante de vinhos, com certeza já quis conhecer os bastidores das mais famosas vinícolas do mundo. Neste texto, vamos listar 3 lugares que você precisa visitar!

Chile

A nossa primeira viagem tem um destino bem próximo – nosso vizinho de continente, o Chile é um dos mais importantes produtores de vinhos do mundo! Entre o Oceano Pacífico e a Cordilheira dos Andes, o país tem uma “posição estratégica” que o protege contra pragas e contribui para o cultivo de uma grande diversidade de uvas. Os climas chilenos vão do mediterrâneo ao temperado e há, aproximadamente, 117 mil hectares de vinhedos, o que contribui para a variedade entre cada um dos vinhos. A maior parte da produção do Chile é de vinhos tintos, produzidos com técnicas francesas, valendo o destaque para as uvas Cabernet Sauvignon, Merlot e Carmenère.

Viña Errazuriz

Como bom produtor de vinhos que é, um dos principais destinos turísticos do país são as vinícolas – no total, há cerca de 400 vinícolas. Logo, o que não falta são opções para você visitar! Existem vários roteiros turísticos que exploram a Rota dos Vinhos, mas você pode criar um especial para você! As quatro principais regiões vinícolas são o Valle del Maipo, onde você encontra as vinícolas Viña Undurraga, Viña Concha y Toro e Viña Santa Rita; o Valle de Colchagua, onde você encontra as vinícolas Viu Manent, Viña Santa Cruz e Casa Silva; o Valle de Casablanca, onde você encontra as vinícolas Bodegas RE, Casas del Bosque e Matetic; e o Valle de Aconcagua, onde você encontra as vinícolas Viña Errazuriz, Viña San Esteban e Viña Von Siebenthal.

Foto: Destino Algum

África do Sul

País que vem sendo um dos destinos mais procurados para viagens de alto padrão, a África do Sul está cada vez mais ganhando espaço no mundo dos vinhos. Isso, porém, não é de se estranhar, já que a produção vinícola sul-africana data o séc. XVII. Os vinhos da região, chamados de premium, caíram no gosto dos apreciadores da bebida por sua intensidade, que combina características do Velho e Novo Mundo.

Capensis – Western Cape

A paisagem dos vinhedos é um espetáculo; unindo o verde vibrante das videiras às montanhas da região – o que torna qualquer rota de vinhos uma viagem inesquecível!

Entre as principais uvas cultivadas na África do Sul, vale destacar as brancas Chenin Blanc, Chardonnay Sauvignon Blanc e Riesling (chamada de Cape Riesling), além das tintas Cabernet Sauvignon, Syrah e Pinotage – uva africana, originária do cruzamento da Pinot Noir e Cinsault (chamada de Hermitage). Quando estiver na África do Sul, vale à pena visitar três cidades: Stellenbosch, Cidade do Cabo e Franschhoek – as três principais produtoras sul-africanas. Em Stellenbosch, conheça a centenária Overgaauw; na Cidade do Cabo, visite a Ellerman House; e em Franschhoek, vale à pena conferir a Grande Provence.

Grande Provence

França

Falar de vinhos sem mencionar a França é impossível! A produtora dos vinhos mais famosos do mundo é o principal destino para quem deseja visitar os locais onde nasceram as principais variedades consumidas ao redor do globo. Chega a ser difícil escolher as vinícolas ou regiões, já que a vontade é de visitar todas!

Estima-se que a produção vinícola da França tenha começado por volta de 600 a.C., época em que o Império Romano ocupava a região. O terroir francês, o conjunto das condições de solo, o clima e as temperaturas são bastante variados de acordo com a região, gerando vinhos marcantes e específicos. Os vinhos franceses têm alto padrão de qualidade, sendo controlados pelo Appellation d’Origin Protégée (AOP), um sistema que define quais variedades de uvas e práticas vinícolas são permitidas em cada região, vinhedo e vinícola.

Vinhedo em Bordeaux

Além da tradição e da rigorosidade de produção, a rota dos vinhos franceses conta ainda com paisagens incríveis! Entre as muitas regiões da França para se explorar, algumas imperdíveis são Bordeaux, onde você encontra o Château Bardins; Alsácia, conhecida pelos vinhos brancos e onde você encontra o Les circuits de Bacchus; Médoc, conhecida pelos sofisticados Grands Crus e onde você encontra o Château Mouton Rothschild; Vale do Rhôde, com seus marcantes vinhos rosé ricos e tintos vibrantes, onde vale a pena conhecer Avignon; e Champagne, onde você poderá experimentar os espumantes mais famosos do mundo – visite a Moët et Chandon e experimente o famoso champagne Dom Pérignon.

Château Mouton Rothschild

Gostou do post? Criamos um e-book especial para você! Baixe agora o Guia básico para quem ama beber vinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *