Hall de entrada: tudo sobre sua mudança de significado pós-pandemiaTempo de leitura: 2 min

O momento que estamos vivendo trouxe mudanças importantes na nossa relação com a casa. O lar, que antes era símbolo somente de conforto e relaxamento, tornou-se o centro da nossa vida, tendo que abrir espaço para diferentes demandas, como trabalho, estudo, lazer e até exercícios físicos. Outra área que ganhou protagonismo foi o hall de entrada, assumindo um novo papel no contexto doméstico. Acompanhe este blogpost que a Wolens preparou e saiba mais sobre a mudança de significado deste espaço no pós-pandemia.

Espaço de Transição

O hall de entrada sempre funcionou como uma espécie de zona de passagem da casa, um primeiro contato com o interior da residência. Porém, com o perigo da contaminação e a necessidade de desinfecção, ele se tornou um espaço de transição e parada obrigatória, onde é preciso seguir alguns rituais, como a aplicação de álcool em gel nas mãos e a retirada dos sapatos, trocando-os por peças mais confortáveis e esterilizadas para ficar em casa.  

Outra demanda para o hall não é só a desinfecção de peças de roupas e dos moradores e visitantes, mas também de entregas recebidas por delivery, sejam eles alimentos ou produtos em geral. Sempre que receber algo em casa é importante realizar a esterilização com álcool 70%. Faça isso logo no hall de entrada, minimizando os riscos de uma possível infecção. Tenha um aparador e álcool em spray para facilitar a limpeza.

Tendências arquitetônicas

Em termos arquitetônicos, um bom hall se traduz em bancos ou poltronas para trocar os sapatos, cestas ou sapateiras para colocá-los, cabideiras ou penduradores para outras peças de roupas, além de tapetes sanitizantes e álcool em gel. Para a escolha dos materiais, opte por materiais que facilitem a limpeza dos móveis e, se possível, utilize tecidos tecnológicos antivirais nos revestimentos. 

Outra tendência é utilizar lâmpadas UV em fitas de LED, que ajudam a inibir a proliferação dos vírus e garantem charme ao espaço. Complemente a decoração com espelhos assimétricos e plantas pendentes, que ao mesmo tempo que ampliam o espaço, o tornam mais aconchegante e convidativo.

Certamente, a mudança do hall de entrada se tornará cada vez mais presente e necessária em nossas casas, sendo um dos legados da pandemia. Gostou dicas da Wolens? Continue acompanhando o nosso blog.

Leia também: 5 PROGRAMAS DE DECORAÇÃO E ORGANIZAÇÃO PARA VOCÊ SE INSPIRAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *